O desafio do engajamento com influenciadores

Uma das frentes mais novas – e mais problemáticas – do PR digital é o engajamento com influenciadores. A tendência está consolidada, o que nos gera todos os dias demandas por este tipo de trabalho. Contudo, o influenciador é um cara que atua de um jeito muito próprio, e que precisa ser compreendido para que o trabalho dê resultado.

Alguns aspectos deste trabalho:

Bons influenciadores costumam cobrar cachê

Sim, estamos vivendo a vingança de quem passou a vida ouvindo “e como você vai viver de blog?” Influenciadores com uma ampla rede de seguidores se profissionalizaram, e estão cobrando valores que chegam a mais de R$ 100 mil por um guest post, ou um vídeo citando a sua marca. Alguns agentes se especializaram em representar este público. Outros, com maior volume, formaram uma estrutura própria de apoio.

E antes de você chamá-los de mercenários, pense que isto permite que conteúdos interessantes com perfil cauda longa (ou seja, com públicos mais nichados) se tornem viáveis. E mesmo permite que conteúdos alternativos sobrevivam fora da mídia de massa. Veja este vídeo do Rafinha Bastos no Roda Viva (avance até o minuto 52) e reveja seus conceitos.

A lição que fica é: engajamento com influenciadores não é mais uma solução baratinha. O influenciador vale o que vale a sua rede de influenciados.

Bons influenciadores se movem por causas

Mas não é só o dinheiro que conta. Bons influenciadores, aqueles que agregam credibilidade às marcas, se movem por causas, e oferecer uma boa causa pode sim ajudar a movê-los. Ou alguém acha que a Jout Jout participou desta ação da Dove por dinheiro?

Entenda o que o influenciador defende

Ou seja, não peça para o Padre Paulo Ricardo difundir uma marca de camisinha ou para a Luisa Mell fazer campanha para a Friboi. Mas ambos podem apoiar causas alinhadas aos seus públicos:

Está emocionante ver nossa corrente do bem distribuindo solidariedade em MG! Este agradecimento não p mim, é p todos vcs que colaboraram!! Nossas 4 carretas lotadas de compaixão já chegaram nos destinos finais! Repost @aprobemgv with @repostapp. ・・・ Agradecemos a @luisamell Luisa Mell por todas as doações recebidas. Estamos imensamente gratos e muito felizes por tudo! Obrigada por ser exemplo e referência de proteção animal. A todos os voluntários envolvidos, o nosso muito obrigado! (As doações recebidas foram divididas entre as associações Aprobem e Amigo Bicho de Governador Valadares) Cada uma delas, avaliará a necessidade de distribuição para ajudar outros protetores e associações da causa animal em nossa região).#doações #gratidao #agradecidos #luisamell #agua #sosriodoce #causaanimal #valadarestemsede

A photo posted by Luisa mell (@luisamell) on

Influenciador não é jornalista

A credibilidade de um influenciador não é, repito, NÃO É pelo seu compromisso com a informação verdadeira. Diferente de um jornalista, a relação entre o influenciador e seu público se move por identidade com causas e comportamentos. Logo, mandar press release e oferecer sugestão de pauta não vira neste público. Pelo contrário, o melhor é oferecer experiências e conteúdos relacionados às causas e comportamentos defendidas pelo influenciador.

Vamos em frente? Precisa chegar nos influenciadores?